Primeira linha de envase de leite em PET no Brasil

11/05/2015

 

A empresa brasileira Jussara se tornou a primeira produtora de laticínios da América Latina a adotar uma solução asséptica de sopro-enchimento-fechamento equipada com descontaminação seca de preformas. Com esta solução da Sidel, a Jussara expande seu portfólio com uma nova garrafa PET para diferenciar suas marcas nas prateleiras em um mercado dominado pelas embalagens cartonadas. O primeiro leite a ser envasado usando esta tecnologia é um leite longa vida (UHT) enriquecido com cálcio e vitaminas. Comercializado com a marca "Jussara Max", o produto já teve uma recepção positiva entre os consumidores brasileiros.

 

Uma expansão estratégica no segmento de leite

Em 2013, o mercado brasileiro consumiu 6,3 bilhões de litros de leite UHT, um dado que faz do Brasil o maior consumidor de leite UHT do mundo. O leite UHT é o principal tipo de leite consumido no Brasil, representando 60% do mercado, contra 13% do leite pasteurizado e 27% do leite em pó. O consumo de leite UHT cresceu 4% no ano passado e sua participação no mercado continua a crescer, estando presente em mais de 90% dos lares brasileiros.

 

Neste mercado muito dinâmico, a empresa familiar Jussara é a nona maior produtora de laticínios no Brasil, apresentando contínuo crescimento das vendas e detendo a quinta posição no mercado de leite UHT no Brasil. Visando ampliar seu portfólio, a Jussara queria atender às demandas dos consumidores oferecendo produtos inovadores, com fórmulas e funções especiais, embalagens funcionais que são mais fáceis de manipular e armazenar, oferecendo maior praticidade.

 

A primeira linha de produção asséptica com descontaminação seca de preformas para leite em garrafas PET do Brasil

Em um mercado doméstico do leite dominado por embalagens cartonadas, a Jussara gostaria de diferenciar suas marcas nas prateleiras, e a garrafa PET foi um passo Jussara milk bottlingrevolucionário. Após mais de um ano investigando as possíveis opções e um longo período de conversas com a Sidel, a líder mundial no fornecimento de soluções PET para envase de líquidos, a Jussara decidiu investir em uma nova linha de produção para seu leite UHT premium. Recorrendo à flexibilidade de design proporcionada pelo PET, a empresa decidiu introduzir embalagens inovadoras e diferenciadas a fim de proporcionar mais reconhecimento da marca para o consumidor. "Com a nossa nova e elevada capacidade de produção, baseada em uma linha asséptica completa fornecida pela Sidel, nossa empresa conta com uma das tecnologias de embalagem mais modernas da América Latina para garrafas PET, a primeira linha de produção asséptica com sopro-enchimento-fechamento equipada com tecnologia de descontaminação seca de preformas", comenta com orgulho Odorico Alexandre Barbosa, Diretor Superintendente da Jussara. Essa nova linha PET, localizada na fábrica de Patrocínio Paulista - a cerca de cinco horas de viagem a norte de São Paulo, capital - foi comissionada em novembro de 2014. A Jussara então introduziu sua linha Jussara Max de leite longa vida enriquecido com cálcio e vitamina D em uma revolucionária garrafa de plástico PET. Uma verdadeira inovação no mercado brasileiro, dominado por embalagens cartonadas. O leite com formulação especial é distribuído nas versões integral, desnatado e semidesnatado.

 

Uma inovação de marketing para diferenciar o leite nas prateleiras

No Brasil, as embalagens cartonadas são as mais utilizadas para leite UHT e laticínios, representando 99% de participação no mercado, ao passo que a garrafa de plástico, apesar de oferecer maior valor agregado ao cliente, tem menos de 1% de participação no mercado. No entanto, o PET já demonstrou suas vantagens no mercado de bebidas e os produtores cada vez mais se dão conta da solução criativa, econômica e sustentável que a garrafa PET representa. A embalagem garante a integridade do produto e mostra seus atributos. Ela também respeita os rigorosos padrões internacionais de segurança alimentar, ao mesmo tempo em que oferece ótimas oportunidades comerciais para a diferenciação das marcas de bebidas lácteas armazenadas e distribuídas à temperatura ambiente ou em refrigeradores.

 

"A oportunidade de marketing que a garrafa PET poderia oferecer ao nosso leite UHT premium nos convenceu. Nosso desafio era criar uma embalagem inovadora e funcional que tivesse boa relação entre custo e benefício e cuja produção fosse sustentável. As garrafas PET têm todas as qualidades necessárias que correspondem às nossas expectativas. Elas proporcionam liberdade no design da embalagem para diferenciar nossos produtos nas prateleiras dos supermercados. Elas correspondem plenamente às expectativas dos consumidores, visto que são fáceis de usar, resistentes e podem ser fechadas novamente. Também oferecem excelentes vantagens de proteção física de barreira do produto, conservando o sabor fresco do leite e suas vitaminas", explica Laércio Barbosa, Diretor Comercial e proprietário da Jussara. Embora a qualidade do leite e das bebidas lácteas possa ser facilmente prejudicada pelo crescimento de micro-organismos e por alterações causadas pelos efeitos da luz, oxigênio e temperatura, as garrafas PET contribuem para uma vida de prateleira mais longa e maior segurança ao longo da cadeia de fornecimento. A boa vedação da tampa também aumenta a praticidade do PET, mesmo sem folha de alumínio. Além disso, o PET é 100% reciclável.

 

Total confiança na abordagem completa da Sidel

A Jussara tem ampla experiência com leite e profundo conhecimento a respeito do seu processamento e de como acondicioná-lo em embalagens cartonadas. No entanto, quando a empresa considerou a possibilidade de passar a envasar em garrafas PET, precisava descobrir e entender todos os pré-requisitos e o conhecimento básico que uma produção desse tipo exige.

Jussara milk bottle"Confiamos na Sidel, com seus 15 anos de experiência no envase de leite em PET, e todas as referências de bebidas lácteas produzidas em garrafas PET com equipamentos Sidel no mundo todo nos deram segurança", comenta Odorico Alexandre Barbosa."A Sidel nos ajudou a entender tudo sobre a garrafa PET - o modo de produzi-la e enchê-la -, visto que nunca tínhamos trabalhado com envase em PET antes. Ela não só criou o design de uma garrafa PET e nos forneceu uma linha de enchimento asséptico, mas nos apoiou com uma abordagem completa. A Sidel nos ajudou a procurar fornecedores locais e validar todos os consumíveis, incluindo o material de barreira PET, tampas, rótulos, filmes termoencolhíveis e de sobre-embalagem, a fim de comprá-los com a melhor qualidade e o melhor preço", acrescenta Odorico Alexandre Barbosa.

 

Uma excelente garrafa para um ótimo reconhecimento da marca

O projeto da garrafa, sob uma perspectiva de design, iniciou-se com uma análise meticulosa das aspirações com respeito ao produto e à marca da Jussara, além de um dossiê detalhado do produto. "A Sidel compartilhou sua visão sobre qual seria a melhor embalagem para o nosso produto, tanto em termos de design quanto em termos de material PET", explica Laércio Barbosa. A Sidel comparou embalagens quadradas e redondas em termos de posicionamento de marketing, experiência de consumo, bem como custo e valores de sustentabilidade, para permitir que a Jussara tivesse uma ideia clara, a fim de fazer a melhor escolha. "Quando nos reunimos com os gerentes de design de arte de embalagens da Sidel pela primeira vez, ficamos impressionados ao descobrir nossa possível futura garrafa "ao vivo" na mesa de reunião, com os elementos que distinguem nossa marca, como a emblemática vaquinha ou o nome Jussara gravados na garrafa. Foi com certeza uma boa maneira de nos convencer sobre o possível impacto que causaria", acrescenta Laércio Barbosa. "A garrafa validada do Jussara Max diferencia significativamente nossa marca nas prateleiras de leite UHT dos supermercados. Ela com certeza rompe os paradigmas visuais das embalagens que os consumidores estão acostumados a comprar. É muito vistosa e atraente." A Sidel também apoiou a Jussara em avaliar qual seria o material PET opaco branco adequado para proteger seu leite da luz e do oxigênio por meio de análises e testes realizados pelos cientistas de embalagens da Sidel.

 

Uma tecnologia de envase revolucionária e sustentável

A escolha do material PET também estava ligada à escolha da tecnologia específica da Sidel de envase asséptico. Essa tecnologia inclui as funções de sopro, enchimento e fechamento em um só compartimento de produção e conta com as soluções exclusivas e patenteadas de descontaminação seca de preformas e de tampas da Sidel: a Combi Predis™ FMa e a Capdis™. "Nós nos sentimos confiantes com nossa escolha porque a Sidel nos forneceu muitos exemplos da confiabilidade de sua solução de envase asséptico. Visitamos uma empresa de laticínios francesa para ver esta tecnologia asséptica em ação. Seu leite UHT é envasado assepticamente em garrafas PET em uma Combi Predis FMa com grande eficiência de produção. Esta tecnologia permite reduzir o peso das garrafas em oito gramas em comparação com as garrafas originalmente produzidas em uma linha asséptica com descontaminação úmida. Como não seríamos persuadidos pelo desempenho de uma tecnologia assim?", acrescenta Odorico Alexandre Barbosa.


Além de sua alta eficiência de produção, outra grande vantagem da Combi Predis FMa é sua contribuição para tornar a empresa mais sustentável. "A tecnologia de descontaminação seca de

preformas realmente nos convenceu porque não exige substâncias químicas nem água quente para enxaguar as garrafas, como é o caso da solução úmida tradicional para embalagens PET. Essa redução significativa na geração de resíduos e na utilização de recursos corresponde perfeitamente à nossa visão de proteção do meio ambiente e, ao mesmo tempo, garante a qualidade das bebidas e a segurança alimentar para os consumidores", explica Odorico Alexandre Barbosa. A solução de descontaminação seca de preformas proporciona uma economia enorme com o uso de PET devido à redução do peso das garrafas, uma vez que elas não têm as restrições térmicas associadas ao processo tradicional de enxágue das garrafas . "Atualmente, nossa garrafa PET de um litro pesa 29 gramas e tem um desempenho técnico muito bom. É 100% reciclável e não exige folha de alumínio, tendo uma excelente aceitação por parte do consumidor", confirma Laércio Barbosa.

 

Da consultoria até a execução bem sucedida do projeto

Após a realização do pedido da linha completa em 2013, as equipes da Jussara e da Sidel trabalharam em estreita colaboração para acertar as questões mais importantes, desde o design da garrafa até a validação dos consumíveis e da definição do escopo de fornecimento até o layout da linha. A linha completa da Sidel inclui uma Combi Predis FMa, uma rotuladora rollfed Rollquatro Evolution, uma empacotadora de filme termoencolhível, transportadores mecânicos para garrafas e pacotes, uma paletizadora e uma embaladora de paletes. A Sidel está atuando como consultora para a Jussara, trabalhando com os funcionários da empresa para ajudá-los a alcançar seus objetivos. Isso é importante, visto que é a primeira vez que a Jussara gerencia uma linha de envase em PET desse tipo.

 

"Apreciamos, em especial, o modo como a Sidel compartilhou seu conhecimento e melhores práticas a fim de nos ajudar a ingressar o mais rápido possível em um mundo de embalagens PET, que era novo para nós", explica Odorico Alexandre Barbosa.

 

Uma rápida produção para garantir o êxito do lançamento do Jussara Max

Jussara RollquattroA linha asséptica foi instalada no segundo semestre de 2014 na fábrica principal da Jussara de produção do leite UHT. O layout otimizado da linha e suas dimensões compactas simplificaram o processo de implementação e aceleraram a instalação e o início das operações. "A experiência técnica da equipe da Sidel contribuiu para uma fase de instalação muito rápida. Também ficamos contentes com a execução do projeto e a disponibilidade da equipe da Sidel", comenta Odorico Alexandre Barbosa. A Sidel também forneceu um treinamento de quatro semanas de duração nas dependências da Jussara para garantir que todos os funcionários conhecessem perfeitamente todo o potencial dos equipamentos. Esse treinamento incluiu operações de equipamentos, programas de limpeza e esterilização, além de procedimentos de manutenção.

 

Após a validação asséptica, que foi concluída em setembro do ano passado, a produção industrial começou com uma fase de "ramp-up" muito rápida. A Sidel também está fornecendo uma equipe para monitorar a produção pelos primeiros seis meses. Isso contribui para o compartilhamento contínuo de conhecimento com a equipe da Jussara e apoia o desempenho eficaz da linha. "A linha de envase está funcionando a 18.000 gph e já alcançou uma eficiência média de 95%, chegando até 98%. Estamos satisfeitos com seu desempenho geral e sua confiabilidade. No total, mais de três milhões de garrafas são produzidas por mês nessa linha. Visto que a reação do

consumidor tem sido muito positiva, com excelente aceitação dos produtos, pretendemos atingir a capacidade máxima da linha de produção de 10 milhões de garrafas por mês até o meio do ano. Esperamos aumentar nosso faturamento até o fim de 2015 para um bilhão de reais." 

 

Comunicado de imprensa para descarregar.

HD pictures para descarregar.

VAT No.: IT01787680345