PRIMEIRO ENGARRAFADOR ITALIANO A INVESTIR NA NOVA SOLUÇÃO ASSÉPTICA DA SIDEL COMBINANDO SOPRO, ENCHIMENTO E FECHAMENTO ALCANÇA 95% DE EFICIÊNCIA

14/04/14

 

A introdução desta tecnologia que dispensa o enxágue das embalagens possibilitou a redução do peso das garrafas de 1,5 l da empresa, gerando uma economia de 20%. O sistema Combi PET asséptico alcançou 95% de eficiência e dobrou a capacidade de produção asséptica. Equipada de um forno ecológico, a solução gerou 43% de economia de energia na fase de sopro.

 

Sidel Fonti Di Posina, Italy EquipmentAmpliação da oferta para atender às demandas do mercado

O mercado de bebidas encontra-se em plena mutação e os engarrafadores precisam estar por dentro das tendências de consumo.  As demandas do mercado não param de mudar e os produtores de bebidas apostam na proatividade e na inovação, criando novos produtos e receitas.

 

A Fonti Di Posina vinha envasando a água mineral da província italiana de Vicenza há mais de 30 anos, tendo adotado a garrafa PET em 1986.  Aos pés das Pequenas Dolomitas, a fábrica de envase está situada no Vale de Posina, a nascente da água da empresa e uma das regiões mais belas e preservadas dos Alpes Italianos.  Protegida de poluentes, sua qualidade é conservada sem o uso de produtos químicos. A pureza da marca "Lissa" da Fonti di Posina faz muito sucesso entre os consumidores do mundo inteiro. A empresa exporta cerca de 50% da produção e sua água está presente em alguns dos melhores hotéis e restaurantes, da Austrália à China.

 

Com o crescimento constante da demanda por bebidas mais sofisticadas, a empresa tem trabalhado para ampliar sua oferta, graças a sua experiência na área de produção e à pureza da água.  Foi em 2000 que ela começou a investir numa linha de envase asséptico para o acondicionamento de bebidas como sucos de frutas e chás de varejistas e proprietários de outras marcas implantados em toda a Itália.  Rapidamente a Fonti Di Posina forjou uma sólida reputação de "co-packer" dessas bebidas, embora a capacidade de produção da linha asséptica úmida original fosse limitada a 6.000 garrafas por hora e o consumo de energia fosse alto, o que limitava a expansão do negócio.

 

Sidel Fonti Di Posina, Italy FillingInvestimento em inovação tecnológica

Para tirar proveito de sua reputação e de seu sucesso como produtora de água e "co-packer" de bebidas com enchimento asséptico, e também para expandir sua capacidade de produção, a empresa percebeu que devia agir.  A Fonti Di Posina começou então a examinar diferentes opções de enchimento asséptico. "Nosso objetivo era investir na tecnologia de envase mais avançada do mercado", explica o presidente da Fonti Di Posina, Matteo Frugani.

 

Assim, a empresa decidiu investir numa nova linha equipada de uma solução asséptica integrada de sopro, enchimento e fechamento de baixa produção com descontaminação seca para preformas e tampas que oferecesse alta eficiência de produção.  "Não havia margem para erro e não podíamos arcar com os custos de uma máquina de teste de campo.  A Sidel é conceituada, e quando visitamos diferentes fábricas de envase para ver a tecnologia em ação, o desempenho da solução de descontaminação seca de preformas nos convenceu", conta Antonio Biella, acionista da holding Montecristo, principal proprietária da Fonti Di Posina. "Estamos seguros de ter tomada a decisão certa, pois não se trata de um protótipo, mas de uma tecnologia comprovada que produz sucos de frutas, chás e até mesmo leite UHT." 

 

A fábrica de envase existente foi ampliada e ganhou uma nova área de enchimento, onde foi instalada a nova linha. As dimensões compactas e a configuração linear do equipamento simplificaram e aceleraram a fase de instalação.  A validação do processo asséptico foi feita cerca de duas semanas depois na linha de produção de chá, cuja capacidade era de 12.000 garrafas de 500 ml por hora.  Foi a primeira vez que uma empresa italiana de envase investia nesse tipo de máquina sem enxágue de garrafas.

 

Produção flexível de uma ampla gama de bebidas

Equipada de uma solução de sopro-enchimento-fechamento de baixa produção, atualmente a linha envasa mais de 40 receitas diferentes para marcas de varejistas e de outros proprietários.  Isso inclui chás, sucos de frutas e energéticos com tampas padrão ou esportivas em diversos formatos de garrafas.

 

"Ao todo, o equipamento vai produzir mais de cem referências de garrafas diferentes até o final do ano e nosso objetivo é produzir duzentas nos próximos dois anos", explica Agostino Biella, outro acionista da Montecristo.  "Como a produção precisa ser alterada várias vezes por dia, esse investimento fez uma enorme diferença, graças à redução do tempo de limpeza e esterilização da máquina, que acelera o processo de troca de formatos.  Nós queremos estar no lugar certo, na hora certa, com o produto certo", continua Antonio Biella. "É por isso que precisamos de equipamentos de produção extremamente flexíveis que nos permitam produzir uma ampla variedade de bebidas em diferentes formatos de garrafas, principalmente em lotes pequenos."

 

Sidel Fonti Di Posina, Italy WaterfallSem água e economia de energia de 43%

A eficiência da tecnologia e sua contribuição para uma atividade mais sustentável também foram fatores fundamentais. Terceiro acionista da holding Montecristo, Marco Colombo explicou: "A tecnologia de descontaminação seca de preformas realmente nos convenceu. Não precisamos mais usar ácido peracético nem água quente para enxaguar as garrafas. Agora usamos menos de dois litros de produtos químicos por hora e não empregamos água para descontaminar as preformas e tampas. Essa redução significativa de geração de resíduos e utilização de recursos naturais corresponde perfeitamente a nossa visão em relação à proteção do meio ambiente e, ao mesmo tempo, garante a qualidade das bebidas e a segurança alimentar para nossos clientes."

 

Equipado com o novo forno ecológico da Sidel, o sistema Combi Predis FMa também reduziu o consumo de energia durante o processo de aquecimento da preforma.  A configuração otimizada do forno requer menos lâmpadas e módulos de aquecimento, gerando uma economia de 43% no consumo de energia elétrica.

 

Garrafas 20% mais leves

Enquanto a linha de envase estava sendo instalada, a Fonti Di Posina trabalhava em um novo design para suas garrafas de água, já que a tecnologia de descontaminação de preforma permite reduzir seu peso. O presidente Matteo Frugani, explicou: "Graças à nova solução, estamos reduzindo o peso de nossas garrafas e fazendo uma enorme economia de PET, uma vez que as restrições térmicas associadas à descontaminação das garrafas deixaram de existir. Por exemplo, nossa garrafa de 1,5 l ficou cerca de 20% mais leve, passando de 39 g para 32 g.  Também eliminamos o uso de folhas de alumínio."

 

Eficiência de 95% e planos para dobrar a capacidade de produção asséptica

A solução asséptica de sopro-enchimento-fechamento já está demonstrando o seu valor, tendo alcançado 95% de eficiência. Com uma produção média de 12.000 garrafas por hora (500 ml e 1 l) a Fonti Di Posina pretende envasar neste ano mais de 30 milhões de garrafas usando o processo asséptico.  A empresa planeja aumentar a capacidade de produção para 100 milhões de unidades nos próximos dois anos com mais linhas de produção.

 

Durante o verão e a alta estação, as equipes da Fonti Di Posina e da Sidel vão trabalhar em estreita colaboração. No final do período de "ramp-up", a Sidel dará um treinamento na fábrica para que todos os funcionários do cliente possam tirar o máximo proveito do equipamento O treinamento vai abordar os procedimentos de limpeza, esterilização e manutenção, além do processo da máquina.

 

"Queremos ser reconhecidos como pioneiros na indústria de bebidas. Nossa missão é servir varejistas e proprietários de outras marcas para que possam se destacar de seus concorrentes", conclui o acionista Agostino Biella da Montecristo.

 

Comunicado de imprensa para descarregar.
HD pictures para descarregar.

 

 

VAT No.: IT01787680345