Garrafas PET para diferenciar óleo comestível da maior produtora da Índia

19/11/2015

 

A linha Sidel, incluindo um sistema Combi, produz garrafas para a B.L. Agro Oils, uma empresa que ratificou as vantagens oferecidas pelo PET como material de embalagem em termos de destaque da marca, experiência do consumidor, desempenho e sustentabilidade.

 

Governo apoia a produção doméstica

A Índia é uma das maiores usuárias de óleo comestível, tendo registrado um consumo per capita anual de cerca de 14,4 kg em 2013-2014. Durante o mesmo período, os produtores domésticos geraram 7,6 milhões de toneladas de óleos comestíveis de fontes primária e secundária. Um desses produtores é a B.L. Agro Oils - empresa sediada em Bareilly, no estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia - responsável por 50% a 60% da produção total de óleo de mostarda na Índia. Ela possui uma capacidade total de 250.000 toneladas ao ano, dividida entre as duas principais plantas da empresa: uma em Parsakhera, com três linhas de produção, e outra em Jauharpur, com uma única linha.

 

BL Agro oil cornCerca de 80% a 85% das empresas envolvidas na produção de óleos comestíveis na Índia embalam seus produtos em sacos. Como a produtora de óleos comestíveis que mais cresce no país e comprometendo-se a manter a ampliação dos seus negócios e aumentar os volumes domésticos, a B.L. Agro Oils decidiu expandir o envase de seus óleos em PET. Reconhecendo as oportunidades proporcionadas pelo envase em PET para diferenciar os produtos de uma empresa, aumentar os volumes de produção e oferecer flexibilidade nos processos de embalagem, a B.L. Agro Oils entrou se aproximou da Sidel, líder mundial no fornecimento de soluções PET para envase de líquidos. Ashish Khandelwal, Diretor Executivo da B.L. Agro, declarou: "Visto que conhecíamos a excelente reputação da Sidel em embalagem de líquidos, foi natural que a procurássemos quando decidimos adotar o envase do nosso óleo comestível em PET."

 

Crescimento do PET como material seguro de embalagem para óleo

Desde há muitos anos, o PET é o material de embalagem preferido para o envase de água e refrigerantes, e mais recentemente, vem sendo cada vez mais usado como solução de embalagem para bebidas lácteas, cervejas e outros produtos alimentícios, como o ketchup. Suas vantagens são também reconhecidas pelos produtores de óleos comestíveis, com sua capacidade de assegurar a integridade do produto, manter um excelente sabor, oferecer um visual e um toque premium, criar uma experiência mais prática para o consumidor e propiciar benefícios econômicos e ambientais significativos no processo de produção e distribuição. O PET oferece a segurança, a praticidade, o sistema de fechamento e a reciclabilidade que os consumidores procuram, além de ser inquebrável, contrariamente ao vidro, que é frequentemente usado para a embalagem do óleo atualmente.Por todos esses motivos, a transição do vidro e de outros materiais para o PET parece acentuar-se, à medida que os produtores e consumidores reconhecem as vantagens proporcionadas.

Como ocorre com qualquer produto destinado ao consumo humano, a segurança é vital. Khandelwal prossegue: "A segurança alimentar é inegociável e fundamental na nossa maneira de fazer negócios. Desde a compra das matérias-primas até o controle de qualidade, o refino, a mistura e a embalagem, a segurança do que produzimos está sempre em primeiro plano." Quando a embalagem fica em contato direto com o seu conteúdo, deve atender às mais rigorosas normas de qualidade e segurança do produto. A escolha do material é igualmente importante e geralmente determinada pelos requisitos de prazo de validade e pelas expectativas do consumidor do produto final. O PET vem sendo usado com sucesso há mais de 40 anos para embalar alimentos e bebidas, tendo sido integralmente aprovado para uso com alimentos e medicamentos por todas as organizações oficiais de segurança alimentar, inclusive pela Food and Drug Administration (FDA) dos EUA e pela Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA). Isso porque se trata de um plástico biologicamente inerte, com materiais constituintes bem definidos e que dispensa o uso de aditivos para proporcionar alto desempenho.

Como parte do processo de desenvolvimento de embalagens, os cientistas da Sidel analisaram o comportamento dos óleos embalados em PET, simulando em laboratórios especializados da empresa as condições ambientais às quais estariam sujeitos os produtos ao longo de toda a cadeia de fornecimento. Essa análise de interação líquido-embalagem se concentrou nos efeitos da luz, do oxigênio e da temperatura nos óleos da B.L. Agro Oils. Foram considerados fatores como viscosidade, densidade e tensão superficial, bem como o efeito da temperatura de enchimento em termos de variação do volume dos óleos comestíveis. Khandelwal comenta: "A avaliação do desempenho de nossos óleos no PET e em condições ambientais diferentes possibilitou que chegássemos à solução de embalagem ideal para os nossos produtos. O PET preserva o sabor de nossos óleos - o que é especialmente importante para nosso óleo de mostarda Bail Kolhu Kacchhi Ghani, que possui um sabor particularmente distintivo - bem como as propriedades nutricionais das vitaminas e minerais que contêm."

 

Linha completa oferece solução de embalagem integrada

Persuadida do potencial que o PET oferecia ao seu negócio, a B.L. Agro Oils recorreu à Sidel para avaliar a solução de embalagem mais adequada ao envase de seu óleo comestível. Khandelwal esclareceu: "A Sidel é uma empresa com vasta experiência no fornecimento de soluções para toda uma gama de diferentes produtos, incluindo óleos comestíveis. Quisemos nos beneficiar dessa expertise e experiência. Chegamos à conclusão de que a linha completa equipada com o Sidel Combi, combinando sopro, enchimento e fechamento em um único sistema integrado, seria a melhor opção. Foi-nos explicado que os sistemas Combi reduzem os custos operacionais em até 12% e oferecem níveis de eficiência até 4% superiores às máquinas individuais.

 

Bl Agro oil spoonUma das vantagens do uso do Combi é que eliminando o transporte, o manuseio de garrafas vazias, a acumulação e o armazenamento, ele permite à B.L. Agro Oils otimizar a configuração da linha, com uma menor ocupação de área, um aspecto importante para a engenharia da linha completa e o layout final. A nova linha foi instalada em um local especialmente construído para ela, em um terreno comprado próximo da planta existente de Parsakhera, uma das unidades de refino operadas pela B.L. Agro Oils em Bareilly. Assim, trabalhando em estreita colaboração com a Sidel, a empresa pôde assegurar-se de que o novo local fosse construído de maneira a atender aos requisitos precisos da linha.

 

A linha da Sidel processa 400 garrafas por minuto ou 24.000 garrafas por hora, o que representa uma velocidade até 120% superior à das linhas existentes da B.L. Agro Oils. Ela integra um sistema Combi, uma rotuladora, um transportador de garrafas e pacotes, uma armadora de caixas, uma seladora de caixas, uma empacotadora e uma paletizadora. Depois de um mês do término da instalação, a linha atingiu uma eficiência de 90%. A linha produz atualmente formatos de 200 ml, 500 ml e 1 litro para diversos produtos da gama B.L. Agro Oils, incluindo sua marca principal, o óleo de mostarda Bail Kolhu Kacchhi Ghani. Esse óleo saboroso e intenso é particularmente popular entre a vasta clientela da B.L. Agro Oils do norte da Índia.

 

Novos designs de garrafa com alças para formatos maiores

Além dos formatos de garrafas menores já produzidos nas linhas existentes, a B.L. Agro Oils deseja fabricar garrafas PET nos formatos de 2 e 5 litros e está atualmente trabalhando em estreita colaboração com a Sidel para desenvolver designs de garrafas inteiramente novos. Essas garrafas serão produzidas em uma linha Sidel dedicada e corresponderão aos formatos de produto premium da linha B.L. Agro Oils.

 

Criar uma embalagem eficiente significa alcançar um equilíbrio entre o atrativo para o consumidor e o desempenho funcional. Tendo como um dos principais motivos para o uso do PET o desejo de diferenciar seus produtos em um mercado muito competitivo, a B.L. Agro Oils está procurando um design de embalagem criativo e atraente, com formas interessantes e tamanhos compatíveis com o estilo de vida dos clientes. Como material de embalagem, o PET oferece uma grande liberdade de formatos e pode ajudar a dar destaque a uma marca. Ele pode ser moldado em diversos formatos, incluindo tamanho família, conforme demonstrado pelas novas opções maiores de 2 e 5 litros desenvolvidas pela B.L. Agro Oils. O desempenho funcional da embalagem também deve ser levado em conta, sobretudo para tamanhos maiores, a fim de garantir um fácil manuseio. Para conseguir isso, a flexibilidade de design que o PET oferece está sendo usada para criar garrafas com alças sopradas que proporcionam facilidade de manuseio.

 

O desempenho da embalagem é também assegurado por uma maior precisão na distribuição do material PET durante a produção das garrafas, com a eliminação de inconsistências, o que melhora a qualidade. Isso é particularmente importante no caso de embalagens de óleos comestíveis, uma vez que as formas das garrafas são frequentemente mais complexas e assimétricas dos que as produzidas para o mercado de bebidas. Por ser um material transparente, o PET também permite que o óleo seja visto, outro atrativo para o consumidor, além da rotulagem que a B.L. Agro Oils está desenvolvendo com a Sidel, também com foco na atratividade para os consumidores e na construção da identidade da marca.

 

Produção sustentável com economia de PET de até 20%

Outra característica muito importante da embalagem de PET é o potencial de redução de peso que oferece. Essa é uma das principais razões pelas quais os produtores de óleos comestíveis vêm deixando de lado materiais de embalagem tradicionais como o vidro. Ao incorporar o Combi, a nova linha completa deixa de estar sujeita às limitações impostas pelos transportadores a ar, graças ao sistema de transferência positiva pelo gargalo das garrafas entre o sopro e o enchimento, ampliando as possibilidades de formas de garrafa e redução de peso. Isso permitiu à B.L. Agro Oils obter significativa economia com a redução de peso de todas as garrafas produzidas até agora. As garrafas de 200 ml tiveram uma redução de quase 17% (de 12 g para 10 g); as de 500 ml, mais de 20% (de 18 g para 14 g); e as de 1 litro, 14% (de 28 g para 24 g). Por meio de análises de como a embalagem PET se comporta com os óleos, uma solução otimizada está sendo desenvolvida para os novos formatos de 2 e 5 litros, que também se beneficiarão de uma redução de peso, sem comprometer a qualidade do produto e mantendo uma ótima experiência para o consumidor.

 

Outra vantagem de escolher as garrafas PET é sua contribuição para um processo de produção mais sustentável para a B.L. Agro Oils. A empresa possui uma forte política de Responsabilidade Social Corporativa (RSC) e "Assegura a sustentabilidade ambiental por meio da preservação ecológica e da regeneração dos recursos naturais", de acordo com essa política. Khandelwal disse: "Estamos sempre buscando caminhos para melhorar a sustentabilidade de nossos processos e o uso do PET como material de embalagem é uma importante contribuição para isso. Como se trata de um material 100% reciclável, o PET cumpre um papel importante na abordagem sustentável do nosso negócio."

Pradeep Hada, Regional Commercial Manager na Sidel, que trabalhou em estreita colaboração com a B L Agro Oils, explicou: "Com menos máquinas, o Combi permitiu à B.L. Agro Oils trocas de formato mais rápidas, menor consumo de energia e economias em termos de mão de obra, matérias-primas e peças de reposição. Também foi uma oportunidade de reduzir o peso das garrafas PET."

 

Comunicado de imprensa para descarregar.

HD pictures para descarregar.

VAT No.: IT01787680345