Durante a situação atual causada pela COVID-19, a principal preocupação da Sidel é a saúde e segurança de todos os envolvidos com a empresa, bem como a garantia da continuidade de negócios para nossos clientes. Leia mais

RJ Corp na Índia implementa tecnologia asséptica PET da Sidel para combinar enchimento de laticínios e sucos na mesma linha de envase

Varun Beverages Ltd, parte do grupo RJ Corp, uma das maiores franqueadas da PepsiCo Inc. no mundo, instalou a Sidel Aseptic Combi Predis™ em sua recém-criada fábrica em Punjab, Índia. Esse projeto chave visa ampliar a capacidade de envase em PET e proporcionar flexibilidade de produção para a marca de rede varejista Cream Bell, bem como a gama de sucos Tropicana da Pepsi. Com a escolha da nova tecnologia asséptica de esterilização seca de preformas, a RJ Corp pela primeira vez comercializa suas bebidas lácteas em PET na Índia.

Desde o início dos anos noventa, a empresa indiana de capital fechado RJ Corp se tornou uma potência multinacional com negócios prósperos nos setores de bebidas, restaurantes de fast food, varejo, sorvetes, laticínios, cuidados com a saúde e educação. Através de sua empresa operadora Varun Beverages Ltd, o grupo é um dos maiores parceiros de envase da PepsiCo no mundo, atualmente contando com 36 fábricas no subcontinente indiano e na África e produzindo refrigerantes, água e sucos de enchimento a quente, bem como bebidas lácteas.

Quando a flexibilidade de produção faz diferença

Visto que os consumidores indianos cada vez mais buscam bebidas nutritivas, o mercado continua mudando, direcionando a preferência para as bebidas consideradas “melhores para a saúde”. Diante dessa tendência, para permanecer competitiva, a RJ Corp decidiu diversificar o portfólio e se concentrar mais em seus sucos 100% com polpa e bebidas lácteas UHT, ganhando assim mais flexibilidade na produção para trocar facilmente de categorias de produtos. “Gerenciar com flexibilidade tanto sucos como laticínios na mesma linha de envase em PET era essencial para nós, e isso só foi possível através da produção asséptica”, explica R.J.S. Bagga, Diretor de Técnica e Operações na RJ Corp. “Segurança alimentar e padrões de higiene de alto nível eram características obrigatórias para que o rigoroso protocolo de qualidade da Pepsi fosse atendido, bem como para a aprovação nas validações internas e externas.”  A fim de encarar esses desafios, a RJ Corp optou pela Sidel Aseptic Combi Predis, que inclui esterilização seca de preformas. A empresa ficou convencida de que essa é uma solução segura e fácil de operar por ocasião de uma visita a uma copacker francesa que já por mais de 10 anos usa e confia nessa tecnologia para processar tanto sucos como leite. Essa tecnologia, aprovada pela FDA desde 2017 para produção de bebidas de baixa acidez, permite ao produtor alternar com facilidade e segurança entre quatro sabores de leite UHT (leite UHT puro, café, chocolate e manga) e diversas receitas de sucos (i.e., suco 100% laranja com polpa e concentrado, suco de mix 100% frutas e concentrado, goiaba, suco 100% maçã e concentrado, e suco de lichia concentrado) na mesma linha. Isso representa uma mudança decisiva para as empresas na Índia, que anteriormente produziam sucos em garrafas PET com o processo de enchimento a quente e leite em embalagens longa vida cartonadas.

 

Até 200 horas de produção contínua

O investimento na Sidel Aseptic Combi Predis representa duas grandes realizações da RJ Corp na Índia: o primeiro passo da empresa no envase asséptico em PET, bem como sua primeira experiência com esterilização seca de preformas. Empregando a injeção de peróxido de hidrogênio (H2O2) antes da entrada no forno, a tecnologia patenteada Predis da Sidel não consome água e pode reduzir significativamente o uso de produtos químicos. Esse é um projeto-modelo para a PepsiCo Inc. mundialmente quanto ao processamento e envase de seus produtos de alta acidez — os sucos Tropicana. A Aseptic Combi Predis também conta com uma esterilização seca similar para tampas, a Capdis, visto que era muito importante otimizar a limpeza e o processamento das próprias tampas para evitar deformação e garantir a vedação entre a tampa e a garrafa.

“A RJ Corp escolheu a Sidel por causa de nossa expertise de longa data em PET e tecnologias assépticas. A nova linha adquirida permite produção contínua de até 200 horas sem quaisquer paradas para limpeza, mantendo um ritmo constante sem comprometer em nada a qualidade do produto. Além disso, o equipamento é simples de usar, e os operadores acham suas funções intuitivas e de fácil acesso”, revela Rohit Sawhney, Sales Director da Sidel India.

Linha de embalagem PET asséptica otimizada e eficiente

Além da Aseptic Combi Predis, a linha completa na RJ Corp em Punjab é equipada com uma solução de fim de linha muito competitiva e flexível. Ela conta com uma empacotadora de filme termoencolhível VersaFilm Access, que oferece a melhor combinação de qualidade, desempenho e preço de produção a uma velocidade média. Também inclui a paletizadora automática e segura de camada por camada PalKombi, que trabalha com uma alimentação constante de paletes de nível baixo e permite fácil acesso e controle. A fim de compreender a operação da sua linha e maximizar a Eficiência Geral do Equipamento, a RJ Corp também investiu na Sidel Efficiency Improvement Tool (EIT®). Esse software modular e escalável fornece os mais significativos indicadores de desempenho, relatórios e análises, com base em dados em tempo real e históricos, a fim de proporcionar compreensão do fluxo da linha, revelar fontes de perda de eficiência e viabilizar uma avaliação aprofundada do desempenho. Ele monitora qualidade, perdas, consumo, acumulação e rastreabilidade, além de fazer interface com dispositivos de inspeção e sistemas comerciais.

Para poder tirar o máximo proveito dessa linha, foi fornecido treinamento específico para que todos os técnicos da RJ Corp pudessem adquirir a compreensão correta da embalagem asséptica em PET, inclusive o sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (HACCP, na sigla em inglês), para assim evitar qualquer risco de contaminação ou detectar as origens dela com eficiência, caso ocorra. Desde sua implementação e validação, a linha tem trabalhado bem com uma produção de até 36.000 garrafas por hora. Como um todo, ela amplia a capacidade de produção quanto a volume bem como pelo número maior de SKUs. 

Garantia de desempenho das embalagens na cadeia de suprimentos

Tradicionalmente, na Índia o leite é envasado em saquinhos, garrafas de vidro ou embalagens longa vida cartonadas. Ao escolher a tecnologia de envase asséptico em PET da Sidel, a RJ Corp ampliou as opções de embalagem de suas bebidas lácteas. A nova garrafa PET garante padrões elevados de qualidade alimentar e experiência de consumo excepcional, além de o PET ser um material eficaz quanto ao custo e sustentável. Durante a implementação da linha de envase, a Sidel também compartilhou sua experiência em embalagens PET e ajudou a criar o design da nova garrafa PET, viabilizando o uso das mesmas formas e tampas tanto para o leite UHT Cream Bell quanto para os sucos Tropicana. O tamanho da tampa para todos os formatos de garrafa é 33 mm, largura comum para bebidas lácteas, mas bem incomum para sucos. Em resultado disso, os especialistas em embalagens da Sidel desenvolveram e criaram uma forma de garrafa característica em três formatos — 200 mL, 500 mL e 1 L.

Todas as formas e formatos de garrafa foram qualificados internamente. Eles foram submetidos a Análise de Elementos Finitos (FEA, na sigla em inglês) e validações na fábrica antes da produção industrial a fim de garantir a resistência e desempenho das garrafas ao longo da cadeia de suprimentos. A Sidel também criou preformas específicas para otimizar o peso da garrafa, a fim de suportar a tecnologia de esterilização seca de preformas e evitar qualquer estresse térmico na garrafa. Produzida em PET branco de barreira monocamada, a nova embalagem garante um prazo de validade de até nove meses para leite UHT. Além disso, todas as garrafas transparentes do suco Tropicana passaram pelos rigorosos protocolos de validação da PepsiCo.

Baseando-se na boa experiência e satisfação com a instalação da solução completa de envase asséptico da Sidel em Punjab, a Varun Beverages Ltd. escolheu novamente a Sidel para suprir exatamente o mesmo equipamento para outra fábrica, localizada no centro-leste da Índia.

O Grupo Sidel atualizou sua política de privacidade
OK, entendi